domingo, 15 de agosto de 2010

PROJETO DIDÁTICO CIRCO



Tempo de duração
5 aulas

Público Alvo
3º ano – 8 anos

Disciplinas trabalhadas
Artes e Língua Portuguesa

Tema: O circo chegou

Justificativa

O tema escolhido propicia um ambiente favorável para os alunos desenvolverem a criatividade na participação das atividades lúdicas e serem protagonistas do mundo circense.
Todos os sentidos e significados serão explorados através da leitura, da compreensão sobre o que é dígrafo, da música e do fazer artístico.

Objetivo Geral

- Conhecer o mundo do circo.
- Debater o uso de animais no circo.
- Desenvolver o fazer artístico.
- Compreender o que são dígrafos.

Objetivo Específico

- Apreciar o circo através dos vídeos Le cirque Pinder 2008 e Cirque Du Soleil Alegria, Powertrack.
- Fazer a leitura da história do circo, por meio do texto “O circo”.
- Tratar sobre a polêmica do uso de animais no circo.
- Utilizar formas de expressão artísticas como: dobradura, música, desenho, artes pláticas, etc.
- Compreender o dígrafo trabalhando com a letra da música “Piruetas”.
- Participar de atividades conjuntas.


Materiais Utilizados


- Papel dobradura várias cores, lã, cola colorida, botões, tampinhas, tinta guache, papel color-set várias cores, papel crepon várias cores, tesoura ponta redonda, cola, etc.
- Texto “O circo”, letra e música “Piruetas”.
- Vídeos Le cirque Pinder 2008 e Cirque Du Soleil Alegria, Powertrack.

Metodologia

1ª Etapa:

Levar os alunos para conhecer o mundo mágico do circo.
- Apresentar o vídeo Le cirque Pinder 2008 e o vídeo Cirque Du Soleil Alegria, Powertrack.
- Roda de conversa sobre o circo, verificando os conhecimentos prévios.
.Quem já foi ao circo?
.Quais os animais que havia no circo?
.Quais os artistas que trabalham no circo?
.Como é o palhaço? Como se veste? O que ele faz no circo?
- Elaboração de cartaz sobre o que eles mais gostaram do vídeo sobre o circo.


2ª Etapa:

- Leitura do texto “O circo”.
- Roda de conversa sobre “O uso de animais no circo”.
- O aluno deverá com auxilio do professor confeccionar dobraduras de animais.


O circo

Um circo é comumente uma companhia itinerante que reúne artistas de diferentes especialidades, como malabarismo, palhaço, acrobacia, monociclo, contorcionismo, equilibrismo, ilusionismo, entre outros.
A palavra também descreve o tipo de apresentação feita por esses artistas, normalmente uma série de atos coreografados às músicas. Um circo é organizado em uma arena - picadeiro circular, com assentos em seu entorno, enquanto circos itinerantes costumam se apresentar sob uma grande tenda ou lona. Porém, há diversos outros formatos para esta arte milenar, como poderemos ver mais adiante. Um exemplo é o Cirque du Soleil que é o maior circo do mundo.
 História
Na Roma Antiga o circo era uma construção para exibição de cavalos e corridas de bigas, shows equestres, batalhas encenadas, shows de animais adestrados, malabaristas e acrobatas. Acredita-se que o circo de Roma tenha sido influenciado pelos gregos e suas corridas de bigas e exibição de animais.
Com a queda de Roma, os grandes circos desapareceram da Europa, sobrando apenas treinadores de animais e outros artistas itinerantes.
Na Mongólia, as primeiras descrições de um circo data da Dinastia Han. Zhagh Heng foi um dos primeiros a registrar apresentações acrobáticas temáticas em palácios reais.
O conceito moderno de circo como uma arena circular com assentos, com exibição de acrobacias, animais e outros artistas remontam ao final do século XVI. Philip Asthlley foi um dos pioneiros da época, popularizando o circo na Inglaterra.
 Uso de animais em circos
Há uma grande controvérsia sobre o uso de animais em circos, há duas correntes de pensamento, com prós e contras o uso de animais em shows.
Segundo a corrente de pessoas que são contra o uso de animais em circo, seu uso tem sido gradativamente abandonado, uma vez que tais animais por vezes sofriam maus-tratos (tais como dentes precariamente serrados, jaulas minúsculas, estresse etc.) e, além disso, eram frequentemente abandonados, já que a manutenção de grandes animais, como tigres e elefantes demanda muito dinheiro.
Há ainda inúmeros casos em que acidentes, principalmente envolvendo animais selvagens, nos quais pessoas saem feridas ou até mesmo mortas.
Hoje é proibido o uso de animais.

3ª Etapa:

O palhaço é uma personagem que transmite muita alegria e expressão.
- Ouvir a música “Piruetas” – Chico Buarque.
Alunos:
•Alfabéticos e silábicos:
– circular os dígrafos utilizados na letra da música.
- Vamos confeccionar um palhaço:
•Formar grupo de 4 a 5 alunos.
•Escolher uma criança e traçar o seu corpo no papel pardo.
• Iniciar a montagem do palhaço com materiais diversos (lã, cola colorida, botões, tampinhas, papel crepom, tinta ...).
Lembrando que dígrafo:
O dígrafo é o grupo de duas letras que representa um único fonema. São dígrafos da língua portuguesa: lh, nh, ch, rr, ss, qu (seguidos de e ou i), gu (seguidos de e ou i), sc, sç, xc e xs.
Os encontros gu e qu se forem usados com trema ou acento, não serão dígrafos, uma vez que o u será pronunciado.
Além desses, existem também os dígrafos vocálicos formados pelas vogais nasais: am, an, em, en, im, in, om, on, um e un.

IMPORTANTE: Jamais confunda encontro consonantal com dígrafo, pois no primeiro há o encontro de duas consoantes com sons distintos (cartela=rt) e no segundo, como vimos, há a pronúncia de apenas um som (massa).

Alunos pré-silábicos: ”Trabalhando com a palavra palhaço”.
• Letra inicial e final.
• Quantidade de letras.
• Associar a primeira letra da palavra com o nome dos colegas da sala.
• Dividir as crianças em grupo para propor a tentativa da palavra palhaço
(ALFABETO MÓVEL).

4ª Etapa:

Alunos:
•Alfabéticos e silábicos:
-Formar frases dando qualidade ao palhaço, utilizando palavras que tenha dígrafos.

•Pré-silábicos:
- Procurar em revistas palavras que iniciam com a letra “P” e montar um painel;
Artes:
- Confeccionar chapéu, gola de palhaço (papel color-set várias cores, papel crepon várias cores, tesoura ponta redonda, cola, etc ) e convite para os pais verem a apresentação.

•Os convites vão ser escrito pela professora com auxilio dos alunos que escolheram entre os vários modelos, as palavras que eles mais gostaram. Os alunos vão decorar.

5ª Etapa:

Agora vamos brincar de circo?
- Preparar um cenário, utilizando papel pardo, giz de cera e os palhaços confeccionados na aula anterior.
- As frases elaboradas devem ser escritas, envolta do palhaço, com giz colorido.
- A professora deve pintar o rosto dos alunos, colocar o nariz de palhaço, a gola e o chapéu.
- Apresentação para os pais.
Os alunos deveram interpretar/imitar livremente as ações do palhaço, que será convidado pelo professor para apresentação na escola, com pulos, cambalhotas, piruetas, etc.

Avaliação

A avaliação deverá realizar-se de maneira continua, mediante observação; considerando o processo e não apenas o produto.
Desta forma, espera-se que o aluno participe das atividades, elabore frases utilizando os dígrafos e consiga se expressar imitando o palhaço no circo.



Referências:

http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20091004044249AAJ1kNq
http://espacompartilhado.blogspot.com/2008/01/dobraduras.html
http://letras.terra.com.br/chico-buarque/86032/
http://pt.wikipedia.org/wiki/Circo
http://www.youtube.com/watch?v=wjGd6enW40U&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=eP6AJXprOXc


Elaborado por Katia Cilene

Um comentário: